Deu no SPTV: Falta de dinheiro provoca fechamento de duas unidades da AACD na capital paulista.

Por falta de dinheiro, duas Associações de Assistência à Criança Defeiciente (AACD) fecharam em São Paulo, segundo o SPTV. Com isso, crianças têm que enfrentar longos percursos para conseguir atendimento.

A AACD é uma entidade privada sem fins lucrativos que trata crianças e adultos com deficiência física. Por ano, faz  um milhão e quatrocentos mil atendimentos, 90% deles pelo SUS.

A AACD é uma entidade privada sem fins lucrativos que trata crianças e adultos com deficiência física. Por ano, faz  um milhão e quatrocentos mil atendimentos, 90% deles pelo SUS. Só que, segundo a superintendente clínica, as doações diminuíram e os repasses de verbas federais cobrem menos de 20% das despesas.

As unidades fechadas foram as de Campo Grande, na Zona Sul, e a de Santana, na Zona Norte. A de Campo Grande, inaugurada em 2011, foi construída pelo governo do estado num terreno cedido pela prefeitura e recebia pacientes que antes tinham que percorrer longas distâncias para ser atendidos.

As duas fecharam as portas dia 30 de setembro. A de Campo Grande tem corredores vazios e salas de atendimento fechadas. “Eles tão fechando porque…contenção de despesas, né? Os custos ficaram altos”, disse um segurança do local.

Os 340 pacientes que eram atendidos em Santana e em Campo Grande  foram transferidos para as unidades da  AACD na Mooca e no Ibirapuera. Para muita gente,  isso significa ter que fazer longas viagens.

A dona de casa Sheila Baros levava vinte minutos do Jardim das Imbuias até Campo Grande. Agora ela demora 1h30 para chegar ao Ibirapuera. Seu filho, Heitor, tem três anos e sofre da síndrome de Kabuki, que retarda o desenvolvimento mental e motor. Ele recebe tratamento na AACD há pouco mais de um ano.

O Ministério da Saúde disse que repassa R$11 milhões por ano para que a prefeitura
financie serviços de atendimento ao deficiente como a AACD. A Secretaria Municipal de Saúde disse que está discutindo com a AACD a transformação dessas unidades que fecharam em centros especializados de reabilitação, administrados pela prefeitura. O Ministério Público do estado informou que abriu um inquérito civil pra investigar a situação das unidades.

Sobre a AACD:

Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD) é uma associação sem fins lucrativos brasileira, com sede em São Paulo – SP, que visa tratar, reabilitar e reintegrar à sociedade crianças, adolescentes e adultos portadores de deficiência física. Possui centros de reabilitação em São Paulo, Osasco, Recife, Porto Alegre, Uberlândia, Nova Iguaçu, Poços de Caldas e Campina Grande.

A AACD foi fundada pelo médico ortopedista Renato da Costa Bonfim, em 1950. A ideia surgiu após o médico ter ido fazer estágio em Ortopedia Infantil nos Estados Unidos, onde conheceu vários centros de reabilitações para deficientes físicos.

No ano de 1962, a própria AACD passou a produzir diversos tipos de próteses, órteses e acessórios.

Desde 1998, a entidade é assistida pela campanha Teleton, para arrecadação de fundos. Desde então, já foram construídos 7 novos centros de reabilitação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *